sábado, 1 de novembro de 2008

A verdade a ver navios II


O tempo denotava se arrastar enquanto esperava diante da porta fechada, o silêncio o atemorizava, e manias estranhas típicas do nervosismo, como mexer nos cabelos, lhe acometiam aos montes. Por fim, após três quartos de hora ou quinze segundos, alguém veio lhe atender, afirmando que a garota a qual ele estava procurando, no momento, ali, não se encontrava. Agradeceu e saiu a passos vagarosos, ainda incerto se aliviado ou consternado pela ausência da garota. Notou que a perda do temor fora mera ilusão; contudo, às vezes, é preciso enganar a si próprio a fim de que algo bom tenha chances de acontecer, pensou, afinal o fazemos tanto e nem sequer com nobres intenções, simplesmente visando protelar algo enfadonho deixando tal incumbência para o nosso "eu de amanhã".
A dúvida pairava sobre sua cabeça, não sabia se ia, embora atrasado, para a sua aula ou se ia embora para casa aproveitar o momento para compor uma canção infeliz em sua velha viola. Enquanto estava imóvel em uma praça, nas cercanias da casa da menina, acompanhado da indecisão, notou uma bela garota ruiva andando do outro lado da rua. Obviamente, era quem ele almejava ver, atravessou a rua vacilante, tentando, da melhor forma possível, dissimular naturalidade. A garota parou após a menção de seu nome e ambos conversaram por alguns intantes, ao fim cada um saiu em uma direção distinta; entretanto, podia se notar um sorriso no rosto do rapaz, cuja aparição este foi incapaz de conter.

70 comentários:

Danilo Cruz disse...

Legal, ainda bem que já tinha lido o primeiro :)

Reporter x disse...

"é preciso enganar a si próprio a fim de que algo bom tenha chances de acontecer"
concordo plenamente

Julii disse...

Muiito lindo o jeito que você escreve *-*

HoneyBee disse...

eu diria que "impossível de conter" foi a minha surpresa ao encontrar um blog tão bem escrito. Meus parabéns pelo ótimo texto. Adoro textos assim, que abordam um momento com tanta sensibilidade.

Adorei.

Daniela Lima disse...

Lindo,singelo e puro o post!!

Leite Moça disse...

hoje eu me senti assim, e me peguei tentando fingir que não estava nervosa na espera. não teve sorriso no fim, mas a certeza de que tudo acaba dando certo.


ótimo post
bom findi
abraço

Crinha Leite disse...

Cada um indo numa direção contrária.

Poeticamente triste.

=]

Beeeeeeeeijo! *

Nicolle Longobardi disse...

Nossa que legal você escreve contos,e muito bem por sinal!Tenho uma pasta só de contos que escrevo e mais pra frente pretendo fazer um blog só de contos!Aguardo sua visita!BjO

Rodrigo Yoshizumi disse...

o sorriso pode ser por vários motivos... mas nada melhor do que voltar de algum lugar com o sentimento de "dever cumprido"...

:D

abraçoo!

Netinho disse...

Olha eu denovo, haha

Rapaz, parabéns pelo post,ainda mais falando de música dos engenheiros, aí sou até suspeito pra falar, haha, mto bom mesmo!

Na hora de acender a luz, ninguém dá nome aos bois...

[...] onde já se viu?

Passa lá no meu depois:

http://netinho85.blogspot.com/

abraço!

Popoka disse...

è Massaaaaa

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Como já dizia o Luxemburgo "O medo de pereder, tira a vontade de ganhar".
De certa forma eu me identifiquei com o persogem, insegurança me acompanha por toda parte.

http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

Gran Magic Carmesin: Nat Valarini disse...

Olá!

Voc~e escreve tão bem, é tão descritivo, gosto disso.

Teu blog é um dos mais bem escritos que já tive oportunidade de visitar.

Bjoks!


http://garotapendurada.blogspot.com/

†YaGo-SaN† disse...

Muito bom esses textos!
o seu jeito de escrever é bom mesmo!
abraços!

http://wallnosekai.blogspot.com/

Ms. Molly Bloom disse...

preciso ler o anterior.
parabéns!

rohit disse...

sua forma de escrever o seu cargo é muito bom ...
continuá-lo

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

legal msmo

abraços

Thiago Assis disse...

Cara, incrível como teu conto me fez lembrar coisas que já escrevi anteriormente.
Semana passada mesmo postei um (micro)conto meu que mostrava um rapaz perdendo uma oportunidade, por exemplo.
Obrigado por me fazer ir atrás da música do Enghaw, não a conhecia. Engraçado que, lendo-a, um trecho me fez lembrar outros escritos meus, que no começo formariam um livro, mas que parei (provisoriamente, espero) e apenas postei alguns trechos no meu blog, formando a sequência "Em conflito".

Parabens pelo teu blog, vou adiocionar aos favoritos do meu para lembrar de visitar aqui sempre que houver uma nova postagem.

Thiago Assis,
www.thiagogaru.blogspot.com

Francisco Jamess disse...

essas ruivas hein, Seu Domenech...
cê tá escrevendo bem, cara.
os dois ficaram bons.
contos são bons para passar suas idéias, prendendo o leitor na história.

abç

Luccannus - Jesum Christum est semper! disse...

Belíssima continuação! Era justamente o que eu esperava.
.
Aguardando a próxima parte. É, é isso aí: trate de continuar, viu? =D =)

Grande abraço. Fique com Deus, na Paz.
___________

http://horateologica.blogspot.com/

rohit disse...

nice nice blog e postar

Noir' . disse...

muito legal *-*

Ranger Vermelho disse...

interessante, gostei

http://rangervermelho.blogspot.com/

Whatyla disse...

Massa.
Parabens

Chimia Man disse...

Cara , você escreve muito bem! Continue! Parabéns!

Tati disse...

Belo texto sobre como nos autosabotamos... como tornamos nossos sentimentos displicentes demais.
Na primeira parte você explica a referência musical... muito legal! Como sugestão, deveria postar a música no final do texto.

Van disse...

Nossa, muito legal!! Gostei muito do seu jeito de escrever, das sensações q vc passa. Parabéns!
Bjo!!

www.blogdavana.zip.net

ML disse...

Parabéns, poucas pessoas conseguem descrever sentimentos, aliás poucas conseguem conceituá-los.

http://atequeamorteossepare.blogspot.com/

Choujitops disse...

Texto muito grande... mas eu gostei do seu blog...

Charles Araújo disse...

As músicas sempre estão lá para nos ajudar nas horas em que as nossas emoções não deixam. A falta de coragem é uma coisa beem cruel.
;D

Kacau disse...

ah garoto é isso ai, porque o importante é tentar, se arrpender do que já fez não vale tem que se arrepender do que não fez, ele saberia se não tentasse??

http://messnatural.blogspot.com/

Diego disse...

tive que ler o primeiro pra entender.
achei bem legal.
você escreve bem!

Lidianne Andrade disse...

amo contos!!
beijos!

Karla Nazareth disse...

garotas ruivas sempre conquistando o coração dos meninos desde charlie brown.

Nina Ferreira disse...

Breves momentos, grandes sensações.

Bom.

Abraço.

DuDu Magalhães disse...

heheh

Instigante!

Achei extremamente descritivo, isso valoriza muito o texto

http://minhainspiracao.blogspot.com/

Henrique Botarelli disse...

Muito bom !!!
Concordo!

http://henriquebotarelli.blogspot.com

Danilo disse...

um belo momento bem escrito!

maicon>>>u<< disse...

Sua escrita é perfeita .Isto sim é realmente um verdadeiro blog,sem ctrl+c..
Sucessos pra ti aiii...

http://nationanimes.blogspot.com

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Q gayzão.

rohit disse...

muitoo lindaaaaaa
blog
http://wallyvillage.blogspot.com/

Pequen disse...

Quantas coisas deixamos passar por medo de fazer.
Eu li em algum lugar que não lembro, que ao tentarmos temos a mesma probabilidade de um resultado positivo, ou seja, o maxímo que você poderá ouvir será um não.


http://pequen4prendiz.blogspot.com/

Rebecca Carvalho disse...

eeeh verdade. os animes de antigamente sao classicos! mas atualmente vem aparecendo novos estilos bem interessantes. acho que valeria a pena voce conhecer! ;D
valeu pela atençao!

;*

Karina disse...

Huuummmm... a paixão explode nesses escritos... Muito bom, continue!

bjs!

Ariana disse...

ja te falei que adoro teus textos? *-*
HUIAHUI
beijos

http://cogumelosverdes.blogspot.com

MissCrazyLove disse...

belíssimo texto.

xD disse...

"é preciso enganar a si próprio a fim de que algo bom tenha chances de acontecer"
tm gostei disso

repita uma mentira ateh q ela se torne verdade, nem que seje so para você



http://www.blogpaporapido.blogspot.com/

theblergh disse...

É. Fiquei mais curioso em saber quanto a ela.
E o sorriso dela? Aliás, teve sorriso?

Bom. Muito bom.

geracaoweb disse...

Rapaz, isso é o que eu chamo de um texto bem escrito, daqui a pouco já poderá se tornar um escritor e ganhar um bom dinheiro.

Google disse...

Cada um indo numa direção contrária.

Explod disse...

texto meiu grande mas gostei...

o blog ta mto bom mesmo...

visita o meu tbm
http://mestre-dos-downloads.blogspot.com

TD disse...

Seu texto é muito interessante.
A maneira como escreve prende a atenção do leitor. Continue assim!

Abs.

Morango com leite condensado disse...

Que continuação maravilhosa!!! Adorei...

Bjos

мiмi ' disse...

*-*
adorei os seus textos!
já tinha comentado aki, mas foi em outro post...adoro o jeito como vc escreve contos,simplismente lindo!

parabéns!!
Beijus!

Jhonatan disse...

Ai que lindo!

Gostei do seu texto!

E do blog tbm, mas tenta da um up no visu dele!

30 e poucos anos. disse...

Eu estou caminhando em direçãooposta de quem eu gostaria de ver ... o pior é que SEI DO FATO MAS NÃO POSSO FAZER NADA.

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Isso é conhecido como humor, ironia, sarcasmo, etc.

É q eu lido com blogs pra me divertir, não pra mostrar q sou melhor q os vizinhos banguelas.

ohshittt disse...

belo e sensivel...
porém não é o tipo de texto q eu gosto de ler ^^

ohshittt disse...

ok vc qr a verdade eu não gostei td mundo gostou ok ok mais eu não e ai!?
num é a minha cara mesmo!
pelo menos fui sincera!

ohshittt disse...

gato acho q vc num tinha entendido bem o q eu qria dizer e eu tbm num me expressei d forma correta...o q eu qria te fala eh q tah sentivel legal...mais num eh o tipo de coisa q eu gosto de ler...acho q isso ficou meio mal entendido...ixe sem problemas depois do q eu passei com o traveco reclamando no meu blog e enchendo minha caixa de e-mails eu nem esquento por causa de internet...bjo te cuida rapá!

ohshittt disse...

gato acho q vc num tinha entendido bem o q eu qria dizer e eu tbm num me expressei d forma correta...o q eu qria te fala eh q tah sensivel legal...mais num eh o tipo de coisa q eu gosto de ler...acho q isso ficou meio mal entendido...ixe sem problemas depois do q eu passei com o traveco reclamando no meu blog e enchendo minha caixa de e-mails eu nem esquento por causa de internet...bjo te cuida rapá!

Butterfly F.M disse...

Amei *-*

Arcano 13 disse...

aah... os apaixonados...

vi o link numa lista de favoritos e vim conferir
legal o texto
parabéns

flws
abçs

Blog :: Por dentro da TV disse...

brigado, espero vc na quinta pra ler cap 02!

~ a Juh! disse...

Que texto lindo! :') E você escreve muito bem. Parabéns!

grupo gauche disse...

Adoro passar pelo seu blog, pq ele sempre tem algo a dizer... e infelizmente acha-se pouco disso no mundo dos blogs. lindo texto. um abraço

amandaedalete disse...

Conclusão:
Se o mundo fosse perfeito não existiriam diferenças entre as pessoas, e as coisas mais óbvias não se perderiam no vão das frases.

toncomn disse...

+_+ realmente inspirador (y)

Ellen Regina - facetasdemim disse...

Eu só não entendi o título, mas acho q deveria ter começado pelo anterior, né?

Dário Souza disse...

Pow muito legal o texto,incrivel msm