segunda-feira, 6 de outubro de 2008

A Revolução dos Bichos


A revolução dos bichos foi um livro que tive a sorte de encontrar por nada mais, nada menos que 5 pila na feira do livro, que houve aqui em bagé, há alguns dias. O mais fascinante é a grande metáfora utilizada pelo autor representando a humanidade na forma de animais pensantes (alguns nem tanto, é verdade) que fazem uma revolução expulsando os humanos da fazenda onde habitam e dão origem ao Animalismo, um sistema justo que visa melhores condições a todos os animais de forma igualitária, onde cada um trabalharia de acordo com suas capacidades. As regras/leis são expostas em uma parede onde os animais (que haviam aprendido a ler e escrever ao longo da revolução, verdade que nem todos tiveram muito êxito) escreveram os 7 mandamentos do Animalismo, como não beber, não dormir em camas, etc, visando se distanciar o máximo dos cruéis seres humanos; contudo, com o passar do tempo, adendos são feitos a esses mandamentos a fim de favorecer os mais poderosos (porcos e cachorros), usufruindo-se da péssima memória e fácil resignação dos animais "inferiores" diante de uma boa dose de persuasão. Adendos como "não beber em excesso", "não dormir em camas com lençóis", etc, e assim os mais poderosos vão se transformando cada vez mais no que abominavam (humanos). Outro fator interessante na obra, é a ausência dos clássicos finais felizes, porquanto a história simplesmente tem sequência, sem haver um glorioso fim. Uma leitura incrivelmente agradável. Agora, alguns fatos interessantes acerca do livro e de sua repercussão: 3 dos porcos presentes na obra fazem alusão a Stalin, Karl Marx e Trotsky, e o álbum Animals, do Pink floyd, lançado em 1977, tem como base para suas composições a obra de Geoge Orwell, as faixas são intituladas de "Pigs on the wing 1", "Dogs", "Pigs (three different ones)", "Sheep" e "Pigs on the wing 2", nomes baseados em personagens do livro, porcos, cachorros e ovelhas.

9 comentários:

michellniero disse...

Revolução dos bichos é um livro esclarecedor e, ao mesmo tempo, misterioso. Durante a Guerra Fria, ele foi usado para difamar os comunistas. Mas, o tempo passa e a gente sabe hoje que Orwell criticou com o seu animalismo toda e qualquer tentativa de sistematizar uma sociedade com a promessa de bem estar. O motivo? Os humanos não funcionam direito, assim como os porcos!

www.opatifundio.com

Carlos disse...

Revolução dos bichos é uma livro ótimo, e só li o post por saber que se trata de um livro realmente bom. Na minha opinião as principais linhas são as finais onde você fala do que existe por trás da história.
Pode-se fazer uma relação com o Nazismo, no livro.



http://putoanonimo.blogspot.com


ps. Acabo de me lembrar que perdi o meu livro, preciso comprar outro.

greatdj disse...

Meu professor uma vez contou-me esta história. Não cheguei a ler o livro, pretendo ainda.
É bem interessante essas histórias sem finais felizes e cheias de duplo sentido.
Ainda pretendo ler e o seu texto só me aguçou mais a curiosidade

Carlos disse...

Excelente livro e filme. Ilustra muito bem o comportamento humano.

Dário Souza disse...

Cara ja ouvi falar muito do livro quanto do filme desenho dessa obra nas minhas aulas de historia,so doido pra poder ler ou ve-lo so que é meio dificil de axar,sorte sua eim.Axou e ainda foi baratinho

grupo gauche disse...

livro ótimo e blog ótimo! :D
estou lendo os outros textos.

João Luis Garcia Martins disse...

Revolução dos Bichos é uma obra-prima do Orwell. Gostei bastante e tb recomendo o 1984.

________
http://grandesobrasdaengenharia.blogspot.com/

A.Jay disse...

Eu ja´vi o filme :D

Por mais infantil que os outros achem, tem toda a historia da URSS por trás :D

Caio Rudá disse...

Discordando do camarada acima, não tem nada de infantil em A Revolução dos Bichos.

Há, sim, uma crítica brilhante por trás dessa inocente "fábula". Gostei da resenha, gostei daqui :D