terça-feira, 31 de março de 2009

Feitos infundados


Há inúmeras atividades às quais podemos nos dedicar; entretanto, umas são mais dotadas de valor e utilidade do que outras, pois, nas menos dignas, o próprio passar do tempo se encarregará te findar toda proficiência por nos adquirida em tais áreas.

Um exemplo nocivo é o desmesurado cuidado com o corpo, porquanto é uma forma de vaidade sem o menor fundamento, deixando há muito de ser um mero cuidado com a saúde. Ademais, há pessoas que despendem uma enorme parcela do seu dia com frivolidades como cuidado excessivo com o cabelo, escolha de uma simples roupa, entre outra série de disparates que nem vem ao caso citar. Nenhuma crítica a uma forma sadia de vaidade, porém essas recém enumeradas estão longes de assim o serem.  Contudo, tais pessoas serão vistas como interessantíssimas, desde que se mantenham em silêncio.

Em contrapartida, há muito mais frutos em se dedicar a uma espécie de arte com verdadeiro afinco, como à música, por exemplo, pois nem o tempo poderá arruinar a habilidade de quem domina um instrumento musical, ou o conhecimento de um ávido estudioso, independentemente de sua área de atuação. 

É correto, todavia, afirmar que determinadas pessoas podem tornarem-se incapazes de fazer o que faziam devido a alguma doença, porém os cultuadores de uma beleza e um físico incríveis os perderão ao atingir uma certa idade, embora possuam uma excelente saúde para tal idade. Em suma, é como foi dito por Schopenhauer: “Não há rosa sem espinhos. Mas há muitos espinhos sem rosa”. 

Um comentário:

Rodrigo Yoshizumi disse...

gostei muito da frase do Schopenhauer... acho que você escreveu muito bem sobre ela!

apesar da beleza ser algo relativo, concordo totalmente com você em dizer que ela é passageira... o cuidado com o corpo e com o cabelo, por exemplo, é bom enquanto dura, digamos...

em contrapartida, como você disse, outras formas de arte, como a música, são infinitas! e acho que vale um investimento...

será que os nossos blogs serão assim também?!

hehe

boa semana aí!
abraço