quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Ilusão Formal


Estava lendo um pouco de Schopenhauer sobre a literatura e achei uma de suas passagens bem interessante, (na verdade, julguei várias como deveras pertinentes, mas vou citar indiretamente apenas uma) na qual o autor afirma que o principal fator de distinção entre algo digno de ser lido e algo dispensável é a forma, pois há inúmeros livros sobre historia, por exemplo; contudo, uma exígua parcela destes merece destaque, embora o tema possa ser o mesmo, o que distingue-os dos demais é a maneira pela qual são escritos, obviamente se levando em conta as idéias do autor, mas isso acaba sendo um reflexo da forma.
Portanto, é importante um cuidado para não se concordar com tudo que é lido (ou ouvido), simplesmente por este ser agradável e/ou bem escrito; deve ser atribuída a tal poder de persuasão, que um texto bem apresentado pode exercer, a duração de pensamentos hoje vistos como infundados; porém, que eram vistos como verdades imutáveis outrora.
Um exemplo com o qual me deparei há poucos dias: li em algum lugar o seguinte adágio (ao menos acredito que o seja): "Metas costumam decepcionar! Sem alvo para atingir, a flecha jamais erra", à primeira vista achei fascinante tal frase, sobretudo pela excelente metáfora; todavia, a mesma simplesmente incentiva a ociosidade, o acaso, destarte, é preferível que uma miríade de flechas erre seu alvo, do que elas nem sequer tenham um alvo objetivado.

40 comentários:

Flá Romani... disse...

Que post inteligente..... não me lembro de ter lido seu blog ainda.......gostei..... parabéns

Gisela Melloso disse...

interessante mesmo o que vc escreveu, hj em dia vejo que o mais difícil é interpretar um texto, por isso ás vezes simples frases de efeito dão conotações diversas á diferentes leitores!!

parabéns pelo seu post, muito inteligente!!

Forte abraço!!

Trujillo disse...

Vc tem o dom da palavra e a virtude da escolha das Palavras. Vc citou um autor - sim, ele eh muito mais que mero autor - que deve ser lido e relido. Suas frases perpasam geracoes, pensamentos O proprio tempo ele desafia. Seguir esse caminho eh aceitar que ha um longo rumo a ser percorrido, os quais ira cruzar com muitos outros. Fascinante!!
Abrcs
Trujillo

Natii disse...

textos grandes q nem o seu, sem imagem e letra pequena me confundem.

sorry, não consigo acompanhar o texto.

Caio Rudá disse...

Schopenhauer era uma criatura e tanto. Não sei, mas você deve ter lido a coleção "A arte de escrever", o pocket, não?

Li esse livro, e fiz uma "resenha" que tá no meu blogue inclusive.

Interessante como as mesmas idéias de muitos anos atrás são tão atuais.

bia :) disse...

gostei do blog, mas como disse a garota aii de cima, letras pequenas, sem imagens e textos grandes que não me interessam muito me confundem rs
mas voce parece ser uma pessoa inteligente :D
Parabéns :D

André disse...

muitas palavras...nao acredita nunca em nada de primeira. a mentira pode ser tornar verdade. legal cabecinha experta.
www.blogdaincerteza.blogspot.com

Leonardo disse...

Primeiramente quero elogiá-lo pela ótima forma como escreve. É difícil encontrar alguém que saiba articular tão bem as palavras. E, posso até estar errado, mas creio que isso rememora ao tema do texto. A forma como ele é escrito pode representar tanto um atrativo como tornar o texto um objeto de repulsa.
Concordo com a explanação, mas penso que (infelizmente) nem todas as pessoas têm senso crítico, e isso, de certa forma, contribui para que uma massa de menos privilegiados (intelectualmente) absorva qualquer tipo de informação sem antes mastigá-la e perceber o quão ruim (ou boa) ela é.

Rafael Iglesias disse...

Texto bem interessante, simples frases com grande significado. Parabéns

Todo ralo da num Esgoto disse...

é aquele velho deitado...rsrsrs...pra qm sabe ler um ponto é letra!
pode reparar que tds os sabios nao sao aqueles que diz tudo que abe, e sim aqueles sabe tudo oque diz...

não sao faceis de interpretar a visao dos pensadores, autores, genios...afinal cada um le de um jeito o mesmo ponto de interrogação...porem, contudo, entretanto, toda via...é importante que se expresse essa visao...

Arthur Santana disse...

num sei se concordo com ele...
aUEauheuaHEUaeuaeuaHEUhaehAEA
pq eu so fera q descordo dos melhores!
aIUEAUEAueaueAHEUaheuaHUA
¬¬'

Lari. disse...

Interessante isso! É verdade, a gente sabe, mas quase nunca leva em conta. Não raro me deparo com frases como essa que você citou e as acho lindsa, surpreendetes. Principalmente pela colocação das palavras, às vezes mais filosóficas ou com uma escrita mais rústica. Soa muito bem! Mas o tempo ou uma observação mais precisa me permite uma nova interpretação a partir da qual posso constatar que nem tudo que é (ou parece) bonito é deveras bom! Abraço.

Dário Souza disse...

Pessoas que tem opinião propria sobre os assuntos nao se levam por frases bonitinhas

André disse...

Textos bem elaborados e sem conteúdo só servem para persuadir pessoas deslumbradas. Quem sabe o que está lendo não se deixa levar por um punhado de palavras bonitas.

Bela reflexão.

http://anddreoliveira.blogspot.com/

Lucas disse...

Um dos meus mestres.

Jovens Tolos... disse...

O Texto é bem interessante e intelectual.

JuGifs disse...

legalll gosteii

Rodrigo Yoshizumi disse...

putz, o pior é que eu tbm achei a frase da flecha muito bonita!
hahah!!

uma boa reflexão, como sempre :D

pena que as pessoas não conseguem dar tanto valor assim ao conteúdo, avaliando pela forma... algumas boas teorias (como essa de schopenhauer) poderiam ser melhor interpretadas e mais valorizadas...

abraço!

Joana disse...

Schopenhauer... Um velho e bom amigo(mentira só li um livro dele, e muito mal, considerando que na epoca eu era uma meninota sem muita coisa na cabeça.)

=]

Gosto do clima do blog~

Fabio Thiago disse...

interessante, vc tem talento para escrita!

abraço

Natalia Régia disse...

Mas acho que sem meta também é muito andar no escuro..
e com uma meta e não alcança-la pode vim a frustração..tudo é risco.

Dani Uzeda disse...

Mas o poder de persuasão é uma arma. Sorte de quem te o dom da palavra, pois pode conquistar pessoas e até o mundo.

Como Hitler, por exemplo, que convenceu uma nação a entrar em guerra, por um motivos mais que absurdos.

Cabe a quem lê ter discernimento e inteligência para saber o que absorver.

não me deixo levar por palavras bonitas.

E o contrário também acontece. O que eu mais vejo aqui na internet são blogs com idéias boas, porém textos pobres, cheios de erros de portugues e pra lá de mal redigidos.

Enfim...
legal seu post!

Bjimm

Dário Souza disse...

Descobri que ja comentei em todos os posts...

Ms. Molly Bloom disse...

inteligente, gostei"

Ms. Molly Bloom disse...

sempre culto esse blog. parabéns

Rafael Iglesias disse...

Grande significado... Vou dizer uma coisa nada a ver mais que eu pensei quando li "Será que o Schopnhauer tinha barriga de sCHOPnhauer" Como eu sou idiota ^^

Nataly Callai. disse...

"a arte de escrever"? é um pouco bíblia pra mim.

Mr. e Mrs. Ironia disse...

influenciar, persuadir são dons de quem escreve, meu caro. Porque os livros de auto-ajuda estão fazendo tanto sucesso? Ah, é pela sua primorosa escrita e acervo cultural, claro.
Mas, para o leitor, o maior desafio é concordar/discordar do lido e ter fundamentos para tal. Não resta só achar "legal" porque o cara sabe escrever direitinho. E a base pra isso só se faz com mais leitura. É um ciclo.

Katia disse...

ah é sempre bom entrar em um blog e ler um texto interessante que te faz pensar, realmente o que faz uma leitura prazerosa é o modo como sao expostas as ideias e tem muitos livros que naum encontramos isso e acabamos nem lendo por falta de organizaçõa do escritor ao expo-las

gostei daqui =]

Jana Cambuí disse...

Muito bom! Primeiro porque adoro ler sobre Schopenhauer e suas idéias. Segundo, porque assim que li a dita frase (sobre as flechas) também achei genial, mas depois da tua explicação entendi o real sentido da citação.

Leo Pinheiro disse...

Como todo grande autou Schopenhouer era um grande frasista. (Nelson Rodrigues que o diga!)

Sobre o que ele disse, acho que é uma sofisticação da máxima que fala sobre o formato em detrimentop ao conteúdo.

Henrique Junqueira disse...

Interessante seu blog...Tem um jeito clássico,com um modo seu de expressar realmente muito legal.O título é bem sugestivo.Tomara q vc continue escrevendo esses posts inteligentes

ABRAÇOS

http://footballclube.blogspot.com/

Natália disse...

Muito inteligente, gostei!
Beijos

David Sampaio disse...

Escrevi algo sobre Schopenhauer no meu blog agora. Coincidência.

Sem dúvida, devemos ter um senso crítico em relação ao que lemos.
Nem tudo pode ser essencial para nossa vida.

As fotos no seu blog são bem escolhidas.

Abraço!

http://arvoreando.blogspot.com/

André disse...

eu ja comenteu este texto. concordo. to te esperando la. abraços
www.blogdaincerteza.blogspot.com

Fabio Thiago disse...

bom cara muito bom seu blog, já comentei no outro post mais esse aki ta demais vc mandou muito bem no texto.
abraço

antoniopimenta disse...

Parabéns pelo blog, gostei muito!
abração

[Felipe Galvan] disse...

seu vocabulário o faz parecer pedante, rs... isso acontece comigo também. Mas evito ao máximo.

Abel disse...

Realmente, por vezes boas frases descontextualizadas não passam de pérolas aos ouvidos.

Refletir criticamente sobre o que lemos é um exercício ardúo, mas que acarreta ganhos incríveis, crescemos ao final. Abaixo aos papagaios rs.

Abçs,
Abel

Elvis disse...

muitas palavras...nao acredita nunca em nada de primeira. a mentira pode ser tornar verdade. legal cabecinha experta.[2]

era exatamente isso o q eu ia dizer :D